top of page
  • Foto do escritorClínica Urojaraguá

A Diminuição da Libido Masculina Após os 60 Anos

libido masculina UroJaraguá

Cada fase da vida traz consigo mudanças e desafios únicos, especialmente quando se trata da saúde sexual masculina. Após os 60 anos, é comum os homens experimentarem uma diminuição na libido, um aspecto que pode afetar a qualidade de vida, o bem-estar emocional e as relações íntimas. Na UroJaraguá, compreendemos a importância de abordar este tópico sensível com empatia e profissionalismo, buscando oferecer insights, causas e soluções para quem enfrenta essa mudança.

Entre as causas da diminuição da libido estão as alterações hormonais. A redução dos níveis de testosterona é uma das principais causas da diminuição da libido masculina após os 60 anos. Esse hormônio desempenha um papel crucial na regulação do desejo sexual. 


Além disso, as condições médicas também são um importante aspecto a ser observado. Doenças crônicas como diabetes, hipertensão e problemas cardiovasculares podem influenciar negativamente a libido. Adicionalmente, condições como depressão e ansiedade também podem contribuir para a redução do desejo sexual. É importante lembrar aqui que alguns medicamentos utilizados para tratar condições de saúde crônicas podem ter efeitos colaterais que afetam a libido.


Mudanças no Estilo de Vida e Fatores Psicológicos

O estresse, o sedentarismo, o consumo excessivo de álcool e o tabagismo podem impactar negativamente o desejo sexual. Além disso, fatores psicológicos como a diminuição da autoestima e preocupações com o desempenho sexual podem desempenhar um papel importante neste momento. 

Se você está em busca de soluções para este caso, vamos abordar aqui algumas das mais comuns.


Possíveis Soluções


Consulta com um Especialista:

É fundamental procurar a orientação de um médico especializado em saúde masculina, como um urologista, para uma avaliação completa. Isso pode incluir exames para verificar os níveis hormonais e a saúde geral.


Terapia de Reposição Hormonal:

Para homens com níveis significativamente baixos de testosterona, a terapia de reposição hormonal pode ser uma opção para melhorar a libido.


Ajustes no Estilo de Vida:

Adotar um estilo de vida mais saudável, através de uma alimentação balanceada, exercícios regulares, redução do consumo de álcool e cessação do tabagismo, pode ter um impacto positivo na libido.


Tratamento de Condições Médicas Subjacentes:

Gerenciar efetivamente condições de saúde crônicas e revisar medicações com seu médico pode ajudar a melhorar a libido.


Terapia Psicológica:

O apoio de um terapeuta pode ser útil para abordar questões psicológicas ou emocionais que possam estar afetando a libido.


Comunicação e Intimidade:

Manter uma comunicação aberta com o(a) parceiro(a) sobre desejos e preocupações pode melhorar a intimidade e, por sua vez, a libido.


Na UroJaraguá, estamos comprometidos em apoiar nossos pacientes em todas as fases da vida, oferecendo soluções personalizadas para manter uma vida sexual saudável e satisfatória após os 60 anos. Lembre-se, a diminuição da libido é uma experiência comum, mas há muitas opções disponíveis para ajudá-lo a recuperar seu vigor e bem-estar.


Fique à vontade para nos contatar e agendar uma consulta. Juntos, podemos traçar um plano para resta


Dr. João Bertoli CRM/SC 16110

10 visualizações0 comentário

Opmerkingen


bottom of page